Após licitação “deserta”, vereador propõe entidades em quiosques da Cidade do Natal

30 Nov

Diante da licitação que não teve qualquer interessado nos lotes com lance mínimo de R$ 150 mil para exploração dos quiosques da Cidade do Natal, o vereador André Salineiro propôs à Prefeitura que faça diferente. A sugestão é que as unidades sejam cedidas à entidades beneficentes, que façam preços populares, diferente do que ocorreu em anos anteriores.

“Muitas pessoas reclamam que no ano passado os preços dos produtos foram muito altos. Quer dizer que não foi algo popular. Se alguém pagar caro para poder explorar os quiosques, certamente vai querer cobrar caro das pessoas também e a ideia da Cidade do Natal é ser um local acessível a todos. Não é justo que uma família deixe de ir até lá levar suas crianças porque sabe que não vai poder consumir, em função dos preços”, comentou Salineiro.

O vereador sugeriu que o espaço seja cedido para entidades beneficentes, cadastradas na SAS (Secretaria Municipal de Assistência Social), que possam fazer preços acessíveis. Com isso, essas entidades, que ajudam diversas pessoas, serão beneficiadas com a oportunidade de explorar a venda. A proposta foi feita por meio de ofício, enviado pelo vereador ao gabinete do prefeito.

Caroline Maldonado

#ENQUETE

O que pode melhorar a Segurança Pública?

GABINETE

ITINERANTE